A Toca do Túlio

Janeiro 17, 2009

Zonas comerciais podem ser alvo a atacar

Filed under: Forças de Segurança — tuliohostilio @ 9:34 pm

 Tensão. Residentes de vários bairros da periferia de Lisboa estão preparados para ir hoje à esquadra da PSP do Casal da Boba, na Amadora, em homenagem ao jovem morto pela polícia. A apoia-los há radicais de esquerda que querem violência.

Os serviços de informação (SIS) alertaram as forças de segurança para a possibilidade de grupos ligados à extrema-esquerda, que estão envolvidos na acção de homenagem a Edson Sanches (Kuku, como era conhecido), tentarem juntar um grupo numeroso de jovens para vandalizar uma área pública. As informações indicam como zonas de maior risco os centros comerciais e as estações de comboio. “Há cerca de 10 anos, nos subúrbios de Paris, um caso idêntico, que começou, precisamente, com uma manifestação contra a polícia à frente de uma esquadra, acabou com mais de 300 jovens a destruir por completo um dos maiores centros comerciais da zona, o La Defense”, lembra uma fonte que está a acompanhar estes movimentos.

Quer a Direcção Nacional da PSP, quer o Comando-Geral da GNR deram instruções para o terreno para que a segurança e o nível de alerta nestas estruturas fosse reforçada. Ao mesmo tempo, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi também chamado a monitorizar a entrada em Portugal de jovens estrangeiros ligados às organizações extremistas, anti-globalização e anarquistas, que já estão referenciados pela prática de distúrbios noutros países.

Tal como avançava o DN na edição de ontem, PSP, PJ e SIS estão a acompanhar de perto a influência destes grupos junto aos bairros problemáticos da Amadora e Loures. A informação que reuniram revela que estes elementos podem estar a fomentar a violência nos bairros, convencendo os residentes que a culpa das injustiças e da pobreza que sofrem é do Estado e que a polícia é o primeiro alvo a abater. A notícia de que o agente da PSP terá morto Edson à “queima-roupa” veio incendiar ainda mais os ânimos.

 

Um destes movimentos radicais – Plataforma Gueto – está a apoiar a família de Kuku com recolha de donativos. O que é, para a polícia, prova das tentativas de conquistas simpatizantes para a causa.
A PSP já aconselhou os agentes a não usarem farda quando fizerem patrulhas naqueles bairros. Discrição é a palavra de ordem para fazer face a um sentimento de grande hostilidade contra as forças de segurança. Para evitar conflitos, o chefe máximo da polícia, Francisco Oliveira Pereira, pediu aos comandantes das esquadras que cobrem as áreas dos bairros de risco para não exporem os seus homens desnecessariamente. No funeral de Kuku já não se viu um único polícia fardado.

In DNOnline

 

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: